Palavra Pastoral

Na verdade, não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir. Hb 13.14

 PEREGRINO

338535

                       Ouvimos a todo instante a expressão “estamos aqui nesta terra só de passagem”. Muitos não entendendo isto lutam desesperadamente, batalham arduamente para acumularem para si cada vez mais bens materiais. Muitos sequer utilizam as riquezas que lhes chegam às mãos para momentos de lazer e de felicidade.

            Nós, entretanto, que somos cristãos compreendemos bem o sentido da palavra peregrino. Podemos ter uma frota de caminhões, centenas de bens móveis, imóveis, e semoventes, muito recursos materiais e financeiros, bastante dinheiro no banco, mas nada disso levaremos para as mansões celestiais. Sabemos que apenas estamos no mundo, porém dele não somos.

            O peregrino não tem aqui na terra morada permanente, mas está sempre em caminhada. O peregrino sabe que não vai a nenhum lugar para ficar para sempre, pois sua última parada é o céu. O estrangeiro não busca o seu sucesso, ou a sua glória no lugar para onde foi enviado, mas procura dar frutos onde foi plantado, digno da missão que Deus lhe confiou, procurando sempre glorificar o seu Senhor.

            Fomos para Maceió pretendendo criar raízes, ainda que temporárias, ou seja até a volta do Senhor Jesus. Fomos para Maceió sabendo que a igreja que estávamos dirigindo não era nossa, mas do nosso amado Senhor Jesus Cristo. Fomos para a Terra dos Marechais sabendo que éramos apenas mordomos de Cristo, servos de um bom Salvador, sempre almejando servi-lo com integridade, entusiasmo e valor. Com os corações inflamados, sempre com fé trabalhamos, e fomos por Deus ajudados em tudo consagrando nossas vidas a Jesus.

O tempo passou, três e quatro meses. Começamos num auditório Maceió Mar Hotel, gentilmente cedido pelo seu proprietário e  hoje temos, pela misericórdia de Deus uma igreja estabelecida. Uma igreja com uma Paróquia e duas missões, a  Missão da Fé em Matriz de Camaragibe/Al em andamento e a Missão da Vitória, ainda em fase missão embrionária, na parte alta da cidade.

Aprendemos muito juntos. Pastoreamos e fomos pastoreados. Erramos muitas vezes, mas Deus sabe que sempre procuramos honestamente acertar porque a igreja é do Senhor Jesus. Vocês são testemunhas do que Deus fez em nossos corações e no coração dos demais irmãos da igreja. Como Ele com o seu poder nos mudou, nos moldou e deu nova forma e nova consciência cristã.

Nosso Pastor de verdade amados é Jesus Cristo. Nele nós podemos confiar inteiramente. Nele nós  podemos colocar nossa fé irrestrita, porque Ele não falha e jamais falhará. Foi Ele e não nenhum de nós, Seus pastores humanos, que deu a vida para resgatar o homem. Foi Ele que morreu na cruz pelos pecados de todos nós. Portanto, irmãos devemos olhar sempre para Ele, devemos caminhar sempre com Ele, devemos andar sempre nos seus ensinos, porque homens erram, mas Jesus nunca errou, não erra e não jamais errará.

Entretanto, Ele achou por bem contar com alguns de nós para pastorearmos o seu rebanho, as suas ovelhas. Ovelhas precisam de um pastor que as ajude a caminhar, a peregrinar nesta terra. Ovelhas precisam de um pastor presente em suas vidas para nas horas de angústia as colocarem nos braços e as embalarem até a dor passar, até a dor amainar. Ovelhas precisam de um pastor amigo, amado e carinhoso que as ensine o caminho que devem seguir e que esteja com elas em todas as horas, sejam de alegrias ou de tristezas.

Peregrinamos, Pr Pedro, Jannes e Pedro Manoel por um pouco de tempo entre vocês. Não tivemos a possibilidade de estar mais assiduamente com vocês. Não pudemos, por força da distância que nos separa estar presente nas suas vidas. Sofremos com isto, pois sabemos da necessidade de cada um de contar com o pastor nas horas de aflição e de alegria. Então é chegada a hora de partir, uma vez que Deus tem levantado um servo seu com condições de dirigir a igreja e ir morar em Maceió.

Estamos tristes. Nossos corações apertados, morremos um pouquinho mais, mas Deus há de nos consolar. Deus na sua infinita sabedoria não nos está permitindo ficar, permanecer em Maceió como sempre brincamos dirigindo a igreja, até os 94 anos. Consolamo-nos com as palavras do apóstolo Paulo que diz: “eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem dá o crescimento.” 

Por outro lado, estamos alegres porque sabemos que o melhor de Deus para nós está por vir. Porque sabemos que vocês, que fazem a igreja de Maceió,  a Paróquia da Esperança, são do Senhor Jesus e Ele vai cuidar de todos vocês.

Queridos, como peregrinos, sempre chega a hora triste de dizer adeus.
Último adeus? Não! Sempre será o penúltimo porque em Cristo viveremos para sempre.

Agradecemos de coração por nos amarem tanto.
Tenham certeza nunca nos esqueceremos de vocês.

Com carinho,
Rev. Pedro Neves, Jannes e Pedrinho

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s